AMARGA BEBIDA

Imagem

paradoxalmente o fel

servido em  tacho de mel

-quimeras que passaram do ponto-

 

Clau Assi

Anúncios

6 responses

  1. filosofaresidente | Responder

    Este poema faz-me lembrar da seguinte frase de William Shakespeare: “Um homem pode sorrir, e sorrir, e ser um vilão.”

    1. Nossa! Fazer lembrar o grande Shakespeare é uma honra sem tamanho. Obrigada. Beijo ternurento.

  2. Clau, super legal sua inspiração. Espero acertar o raciocínio, mas para mim você passou nesse poema o perigo de tomarmos o fel pelo mel, enganados pelo frasco.
    Isto é, quem ve cara não vê coração!
    Adorei o post.
    Um beijo ternurento,
    Manoel

    1. Manoel, palavras que nos nascem e a gente ousadamente publica-as… nem sempre carecem de explicações….
      Mas muitas vezes o ditado se faz verdadeiro de fato!!! Uma pena!!!

      Beijo ternurento

      1. Clau, não chega a ser uma pena se a gente enxergar como um preventivo. Passa a ser um alerta. De resto, muitas vezes é uma impressão passageira e se Deus permite que muita coisa aconteça para uma maior união de amizade…devemos concordar e refletir.
        Eu já refleti e pretendo corrigir minha parte!
        Um beijooooooo ternurento
        Manoel

      2. Todos nós temos sempre nossas arestas para aparar, Manoel.
        Beijo ternurento.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: