VERDADE CRAVADA

almas gêmeas

 

Inda que demore da mão o toque.
Inda que tarde o calor do corpo.
Inda que o beijo não consiga selar.
Mora em mim a gêmea
da alma que vive em ti.

Clau Assi

Anúncios

11 responses

  1. Bom dia,amiga poetisa!
    Poema profundo:amor verdadeiro que nada cobra, apenas sabe que existe. Adorei!
    Bjs!

    Gostar

  2. Amor é para amantes. Amadores, fiquem em casa. Adorei, Clau.

    Gostar

    1. Adorei seu comentário, Mariel. Perspicácia e humor. Perfeito.

      Gostar

    1. Obrigada, Paulo. Uma honra receber sua visita.

      Gostar

  3. Ah, a poesia que nos faz viajar nas possibilidades…Lindo, Clau! Lindo! Beijo, amada.

    Gostar

    1. Obrigada, Lena. Sempre tão terna sua visita. Beijo ternurento.

      Gostar

  4. Superou-se. Muitíssimo bom!

    Gostar

    1. Que bom que gostou. Sua opinião é sempre importante, Otacílio. Obrigada pela presença e comentário. Beijo ternutento

      Gostar

    1. Pra mim é…. profundo e verdadeiro!! Que bom que pra você seja também lindo!!! 😉
      Obrigada pela visita, Ingrid. Venha sempre.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: