POETE-SE

poeta

(A João e Caroline, pequenos poetas que serão grandes)

 

Se a dor,

muito maior,

no peito não couber,

em palavras

transborde-se.

 

Clau Assi

Anúncios

10 responses

  1. Clau, você consegue sintetizar em poucas palavras coisas muito complexas e o resultado fica muito bonito. Eu não tenho muito essa habilidade, acho belo e raro.
    Parabéns!

    1. Muito feliz com seu comentário… feliz mesmo. Venha sempre. Aprendo com eles.

      Um abraço

  2. filosofaresidente | Responder

    Verdade! As vezes jorram que nem lágrimas. 😉

    1. Escorrem…inundam…encharcam a alma

  3. É o que sua poesia faz conosco, Clau. Transborda-nos! Adorável, sempre, Poeta. Um beijo sereníssimo!

    1. Beijo agradecido, Lena.

  4. Lindo e verdadeiro, Poeta Clau! Se acumularmos as dores cairemos no labirinto da DEPRESSÃO. Parabéns… Bjs!

    1. Simbora poetar-se, Zilda. Beijo ternurento

  5. Transbordei e concordei. BJS!

    1. Ebaaaa!!!!

      Beijo ternurento, Otacílio.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: