METADES

metades_poesia_amor

O grito no peito, ignoramos.

Não me chamas…

Não te chamo…

E, então, nos perdemos.

Em metades morremos.

 

Clau Assi

Anúncios

4 responses

  1. Era a metade de mim,
    apenas uma metade de mim.

    Lindo poema.

    1. Obrigada, fico feliz que tenha gostado.

  2. Mais um lindo poema para deleitar nossos corações em dias tão dolorosos, amiga. Aliás ,essa é a função do poeta: deixar o mundo mais colorido. Parabéns, sucesso sempre! Bjs!

    1. Obrigada, Zilda. Grande beijo ternurento.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: